Como escolher o menu?

ComoEscolherMenu-ImagemPostVEVC
Como escolher o cardápio do casamento? Por qual tipo de serviço optar? Quais sabores incluir no menu? Quantas variedades de doces e salgados? E quais bebidas são as mais adequadas a cada menu?
Em primeiríssimo lugar gostaria de dizer que qualquer regra deve vir após o desejo dos noivos e o perfil dos convidados. Exemplo: muita gente insiste em dizer que cerveja em casamento é deselegante, mas como deixar a gelada de fora se 80% dos seus convidados preferem esta bebida? E se é a única bebida que os noivos apreciam? Então, mais do que qualquer regra de etiqueta, os noivos nunca devem perder de vista a conciliação entre seus gostos pessoais e o paladar dos convidados.
Para ajudar aos casais que estão perdidos na escolha do cardápio, aí vão algumas dicas básicas:
  • Procure avaliar o perfil de seus convidados de uma forma geral: faixa etária, sexo, preferências, nacionalidade, etc. Estas características poderão dar boas pistas do que servir em termos de alimentos e bebidas.
  • Não esqueça que o público jovem costuma curtir mais a pista de dança, o que faz com que o buffet tenha que oferecer opções de alimentos práticas, como finger foods e canapés – tudo aquilo que se come sem o auxílio de talheres. Já o pessoal mais idoso não abre mão de alguns pratos quentes, doces e bolo. Não quer errar? Aposte em um misto entre estas opções.
  • A mesa de antepastos – buffet fixo, como nomeiam alguns buffets –  é uma companhia perfeita para o coquetel volante. É inclusive uma segurança a mais para que seus convidados sejam bem atendidos e não dependam exclusivamente do serviço volante com garçons. Terrines, saladas, pães, queijos com geléias são algumas das opções.
  • Deixe os salgadinhos muito tradicionais (que são uma delícia, sabemos!) para os aniversários. O casamento é uma festa que demanda um pouco mais de formalidade e sofisticação. Aposte em recheios diferenciados, como queijos, tomate seco, misturas agridoces, carnes de caça, entre outros.
  • Uma das maiores falhas cometidas pelos noivos é variar pouco na escolha dos sabores. Nos doces, evite exagerar no chocolate Escolha opções com frutas, creme, nozes, entre outros sabores, especialmente se seu casamento inicia pela manhã ou à tarde. Dê alternativas a seus convidados que não curtem determinado sabor. E não esqueça dos diabéticos: se souber que estarão em sua festa, uma ou duas opções de docinhos diet demonstram sua preocupação com os convidados.
  • A mesma regra da diversificação vale para o salgados e fingers: nada de exagerar na dose de camarões e demais frutos do mar. Os alérgicos agradecem!
  • Quanto às bebidas, procure observar o cardápio e o horário da sua festa. Bebidas quentes, como whisky e vinho, são mais adequadas para casamentos à noite. Durante o dia, prefira coquetéis com e sem álcool, capirinhas de frutas, água de coco, espumante, sucos e cerveja.
  • Se seu cardápio inclui jantar, acrescente um vinho às opções de bebidas. Já uma pista de dança animada pede um bar de caipirinhas e drinks diferenciados.
  • À noite, o espumante e o whisky são muito bem vindos e devem ser servidos durante toda a festa. Em cidades de clima quente, o espumante tem tido melhor aceitação que os vinhos tintos.
  • Se sua festa tem um perfil mais formal e não terá pista de dança, pode apostar no jantar, que neste caso pode ser à francesa, quando os pratos já chegam montados à mesa. Ofereça duas opções aos seus convidados, como uma massa e uma carne, e aposte em um bom vinho. Um coquetel com canapés e entradas pode preceder o jantar, que também deverá oferecer uma ou duas opções de sobremesa.
  • O jantar, ou ao menos um prato quente, com opções mais simples como massas ou risotos, é muito bem vindo também em casamentos que começam cedo e se prolongam pela noite. Neste caso o serviço pode ser à americana, ou seja, em rechauds, onde os próprios convidados se servem. O convidado do casamento diurno tende a se arrumar muito cedo e a pular refeições, o que faz com que chegue à festa com mais apetite que o normal.
  • Se sua recepção será um brinde tradicional, de curta duração, sirva somente bolo e doces, com espumante, refrigerante e água para acompanhar. Se desejar prolongar um pouco mais pode incluir alguns canapés e finger foods.
  • Os buffets hoje ainda oferecem as possibilidades de ilhas diversificadas com serviços que mudam a cada ano. Ostras e ceviches, ilhas de massas, grelhados, tapiocas, comidinhas da madrugada, comida baiana, entre outras opções enriquecem o seu cardápio e a sua festa. Escolha as opções que mais combinam com vocês e com o estilo e local da festa. Por exemplo, acarajé e grelhados em um espaço fechado e climatizado não funcionam de jeito nenhum por motivos óbvios!
  • A mesa digestiva é super bonita, mas é um custo necessário apenas se você terá jantar. Como o nome já diz, os licores, café, trufas e sequilhos são para degustação após uma refeição. Se isso for encarecer seu orçamento, pode cortar da planilha.
FacebookTwitterPinterestEmailWhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete com os números que você abaixo para publicar o seu comentário: *